Doxee

7,00 

Compare
REF: 670 Categorias: , ,

Descrição

Efeito farmacológico

Antibiótico semisintético do grupo tetraciclina do amplo espectro de ação. Tem um efeito bacteriostático.
Ativo contra microorganismos grampositivos:
Cocos aeróbicos – Staphylococcus spp. (Incluindo os que produzem penicilinase), Streptococcus spp., Incluindo Streptococcus pneumoniae.
Bactérias de formação de esporos aeróbicos – Bacillus anthracis; Bactérias aerobias não formadoras de esporos – Listeria monocytogenes; Bactérias anaeróbicas formadoras de esporos – Clostridium spp.
A droga também é ativa contra microrganismos gram-negativos:
Cocos aeróbicos – Neisseria gonorrhoeae.
Bactérias aeróbicas – Escherichia coli, Shigella spp., Salmonella spp., Enterobacter spp., Klebsiella spp., Bordetella pertussis.
A droga também é ativa contra Rickettsia spp., Treponema spp., Mycoplasma spp. E Chlamydia spp.
A droga é resistente a Pseudomonas aeruginosa, Proteus spp., Serratia spp., A maioria das cepas de Bacteroides fragilis.

 
Indicações de uso

Doenças infecciosas causadas por agentes sensíveis a doxiciclina.
Para evitar o desenvolvimento de resistência e manter a eficácia, o medicamento deve ser usado apenas para tratar infecções causadas por suscetíveis (ou presumivelmente) suscetíveis a microorganismos de doxiciclina. Na presença de informações sobre o patógeno identificado e sua sensibilidade aos antibióticos, o médico é orientado por ele para selecionar o antibiótico ideal e, na ausência dessa escolha empírica, um agente antibacteriano é realizado com base em dados epidemiológicos locais e Dados de sensibilidade.

 

A doxiciclina é indicada para o tratamento das seguintes infecções:

• Febre manchada nas montanhas rochosas, tifo e outros tipos de tifo, febre Ku, rickettsiose vesicular e febres transmitidas por carrapatos causadas por rickettsia;
• infecções respiratórias causadas por Mycoplasmapneumoniae;
• linfogranulomatose venérea causada por Chlamydiatrachomatis;
• psitacose causada por Chlamydiapsittaci;
• tracoma causada por Chlamydiatrachomatis, embora nem sempre seja possível obter a excisão do patógeno, como evidenciado pelos resultados dos estudos de imunofluorescência;
• conjuntivite com inclusões causadas por Chlamydiatrachomatis, pode ser a doxiciclina. Use oralmente sob a forma de monoterapia ou em combinação com preparações tópicas;
• infecções uretrais, endocervicais e rectais não desenvolvidas causadas por
Chlamydiatrachomatis em adultos;

 

Contra-indicações

As contra-indicações para a nomeação da doxiciclina são: aumento da sensibilidade à doxiciclina ou a outras tetraciclinas; Insuficiência hepática grave; Lúpus eritematoso sistêmico; Diminuição do número de leucócitos no sangue; Uma quantidade aumentada de porfirinas no sangue (um pigmento especial que faz parte da hemoglobina); Intolerância a lactose; Malabsorção de glicose-galactose (violação da absorção de galactose e glicose, herdada); Deficiência de lactase (patologia congênita); Gravidez (pode ser prescrito apenas para indicações de vida); A idade dos filhos até 8 anos; Crianças com idade superior a 12 anos com peso corporal inferior a 45 kg.

Informação adicional

Manufacturer

Substance

Package